fbpx

A Altri apontou a localização ideal para a biofábrica de produção de fibras naturais no município de Palas de Rei, na Comarca de A Ulloa, província de Lugo, na Região Autónoma da Galiza.

A escolha da localização obedeceu a critérios técnicos, nomeadamente ambientais, hídricos, orográficos, proximidade da floresta e acesso a vias de comunicação. A unidade ocuparia um espaço superior a 200 hectares, tendo a Altri já garantido acesso aos terrenos necessários para a sua implementação.

A biofábrica, que seria construída de raiz, seria equipada com as melhores tecnologias e prevê-se que venha a ter capacidade para produzir anualmente cerca de 200 000 toneladas de fibras têxteis de base celulósica, arrancando inicialmente com a produção de aproximadamente 60 mil toneladas de lyocell. A biounidade industrial estaria capacitada para fornecer o cluster têxtil do Noroeste peninsular.

O desenvolvimento do projeto surge na sequência da assinatura do Memorando de Entendimento, no passado mês de outubro, entre a Altri e a Sociedade para o Desenvolvimento de Proxectos Estratéxicos de Galicia, S.L.* (“Impulsa Galicia”) para estudar em exclusivo e no contexto de uma parceria, a construção de uma biounidade industrial de raiz, equipada com as melhores tecnologias disponíveis a nível mundial, na região autonómica da Galiza.

A Impulsa Galicia é um consórcio público-privado de direito espanhol, formado por entidades internacionais com sede na Galiza, denominado Sociedade para o Desenvolvimento de Proxectos Estratéxicos de Galicia, S.L que tem como principal objetivo desenvolver os projetos estratégicos da Galiza. Os acionistas da Impulsa são a Xunta (40%), Abanca (38%), Reganosa (12%) e Sogama (10%).