fbpx

SYNAPSO sintético SYNAPS Xerographic Matt, da família de produtos especiais da Agfa, foi certificado para ser utilizado com o sistema de impressão digital Kodak NexPress. A Agfa considera que certificação confirma que o SYNAPS é um suporte sintético adequado para uma variedade de aplicações com toner seco.

Para a certificação foram feitos uma série de testes que avaliaram a adesão do toner, a densidade da cor, a qualidade de imagem no geral e a inexistência de artefactos como o enrolar excessivo do papel.

Good Paper for Good ThingsDepois de Espanha foi a vez de Portugal celebrar a cadeia positiva que está a ligar os criativos ao papel. Nem a chuva torrencial que caiu em Lisboa afastou mais de uma centena de convidados da exposição Good Paper for Good Things, que decorreu no restaurante Aura, em Lisboa, na noite de 13 de Novembro.

Foi Roberto Mancini, diretor-geral da Fedrigoni Espanha, que deu as boas vindas aos convidados e reforçou a importante da unidade de Portugal para a empresa. “Estou muito feliz que, apesar do tempo, estejamos todos juntos aqui e tenho a certeza que a noite será muito interessante” referiu ele.

Decorações de NatalIlustrado por Christine Johansson e Chris Arrowsmith, com texto de Fiona Watt, o novo livro editado pela Presença pode fazer a diferença no Natal dos mais criativos. O livro, com pré-impressão de Catarina Sequeira Gaeiras, conta com 100 páginas para destacar, recortar, dobrar e colar. O resultado? Uma árvore de Natal ecológica com enfeites originais. A capa desdobra-se e mostra as instruções para fazer elementos tão diferentes como correntes, estrelas, anjos e estrelas. O objetivo é envolver também os mais novos e mostrar que a criatividade transforma qualquer ato, espaço ou tradição em algo de inovador.

ShadesA oitava publicação de “A better project” acaba de ver a luz do dia. A Cartiere del Garda, empresa pertencente ao Grupo Lecta, acaba de lançar “Shades”, o livro aborda o tema das sombras. O que é uma sombra? Uma palavra que, devido à sua natureza esquiva, se explica melhor no momento em que se tenta apanhá-la, especialmente através da imagem.

Stora EnsoA Stora Enso vai investir 27 milhões de euros num projeto de melhoria da máquina 5 na unidade de Tainionkoski, da fábrica Imatra, na Finlândia. O projeto visa aumentar a capacidade de produção em cerca de 20 mil toneladas e conseguir uma melhoria na qualidade do produto.

O upgrade vai centrar-se na parte da máquina que faz o revestimento, assim como na modernização do enrolador e no carretel da secção de embalagem. A modernização vai fazer-se em duas partes, estando a primeira prevista para a Primavera de 2015 e a segunda para a paragem de manutenção prevista para Setembro de 2015.

EnceA empresa espanhola Ence Energía y Celulosa encerrou a Produção na fábrica de Huelva. A empresa anunciou que chegou a um acordo coletivo com os 300 funcionários para lançar o projeto da transformação industrial da fábrica.

A fábrica de Huelva tinha uma capacidade de produção de 410 mil toneladas por ano de pasta de eucalipto. No entanto, nos últimos anos registou uma perda no EBITDA de 25 milhões de euros por ano. Agora a empresa vai transformar a fábrica numa unidade de produção de energia por biomassa com uma capacidade de output de 40 MW.

Europac 9300449A Europac divulgou que os resultados correspondentes ao terceiro trimestre de 2014 foram inferiores aos registados em 2013. Isso deve-se ao impacto económico da reforma energética em Espanha e pelas paragens para manutenção e investimento nas máquinas de papel.

As vendas agregadas nos primeiros nove meses foram ligeiramente inferiores às de igual período do ano passado e alcançaram os 790,76 milhões de euros, menos 2%. Os EBITDA recorrente e consolidado retrocederam 10% e 12% para 73,41 e 67,66 milhões de euros, respetivamente. Neste período, o EBIT atingiu os 32,63 milhões de euros e o resultado líquido foi de 13,10 milhões de euros. 

UPM Nordland PapierA produtora de papel finlandesa UPM está a prever mais cortes nos custos após ter conseguido um aumento de 21% nos resultados com a ajuda de medidas de contenção. A multinacional divulgou que os resultados operacionais aumentaram para os 235 milhões de euros após o terceiro trimestre, enquanto em 2013 apenas havia registado 194 milhões de euros.

Nos últimos anos, a UPM fechou unidades de produção devido à reorganização que se vive na Europa. Além disso, diminuiu postos de trabalho e implementou outras medidas de contenção. Após os resultados positivos, a UPM está a delinear um plano para novos cortes de custos que deve ser revelado nas próximas semanas.

EuropacA Europac vai investir 12,4 milhões de euros nas unidades de Ovar, Guilhabreu  e  Leiria  que produzem embalagens de cartão ondulado. Este é o maior investimento da Europac nas fábricas portuguesas da área de embalagem desde a privatização da empresa em 2001 e prevê a aquisição de novas máquinas.O investimento vai permitir a criação de 12 novos postos de trabalho e visa melhorar e modernizar a produção.

Uma das novas máquinas garante uma redução substancial no tempo de setup, permitindo um aumento da produtividade que pode chegar aos 63%, ou seja, aumentar a produção de 4,000 m2 por hora para os 6,500m2.

Pasta de papel na CeltejoA Celtejo, empresa do grupo Altri, está a aproveitar as raízes do eucalipto para produzir a pasta de papel. A revelação foi feita pelo diretor da unidade, sediada em Vila Velha de Ródão, à agência Lusa.
O projecto é pioneiro em Portugal e foi desenvolvido internamente na Celtejo, com o objetivo de maximizar o aproveitamento dos recursos naturais na produção de pasta e papel.