fbpx

A Quocirca publicou as conclusões do Global Print Security Landscape Report 2022, um relatório que revela que as organizações estão a ter dificuldades em acompanhar as exigências de segurança da impressão num local de trabalho híbrido.

Os colaboradores continuam a confiar na impressão, e a natureza distribuída da infraestrutura de impressão expandiu o ambiente de risco. Como resultado, as perdas de dados relacionadas com a impressão são frequentes, mas, apesar de 53% dizerem que a segurança é uma prioridade máxima, poucas empresas implementaram medidas-chave de segurança de impressão.

Menos de duas em cada dez organizações inquiridas cumpriram os critérios de "Líderes" no Índice de Maturidade de Segurança na Impressão da Quocirca. O estudo analisa as opiniões de 531 decisores de TI de PMEs, organizações médias e grandes empresas sediadas nos EUA e na Europa.

A impressão continua a ser crítica ou muito importante para 64% das organizações. 44% dos decisores de TI esperam que os volumes de impressão nos escritórios aumentem e 41% pensam que os volumes de impressão doméstica aumentarão nos próximos doze meses. 68% sofreram perdas de dados devido a práticas de impressão inseguras e cada violação custou uma média de £631.915, ou seja €757, 60, com os clientes das PME a sofrerem o maior impacto da perda de clientes devido a uma violação.

53% dizem que estão a ter mais dificuldade em acompanhar os desafios e exigências de segurança da impressão. Apenas 26% estão completamente confiantes de que a sua infraestrutura de impressão estará segura quando os escritórios reabrirem totalmente. Isto sobe para 37% entre os utilizadores dos Serviços de Gestão de Impressão, que também são mais propensos do que outros inquiridos a dizer que acompanhar os desafios de segurança da impressão tem vindo a tornar-se mais fácil.

A diretora de investigação do Quocirca, Louella Fernandes, afirma: "Apesar da rápida digitalização nos últimos dezoito meses, as organizações continuam a confiar na impressão. Agora, no entanto, as propriedades da impressora expandiram-se para incluir escritórios domésticos e dispositivos comprados por funcionários, aumentando o risco de perda acidental de dados e ciberataques. As organizações têm mais dificuldade em acompanhar os desafios de segurança da impressão e estão a sofrer violações dispendiosas como resultado."

quocirca print security landscape

 

Sinais de complacência

53% dos inquiridos dizem que a segurança das TI é uma prioridade geral para o próximo ano, mas a segurança das infraestruturas da impressão é mais baixa na agenda, ficando por trás de preocupações como plataformas de aplicação cloud ou híbridas, e-mail, redes públicas e pontos finais tradicionais.

Louella alerta contra o risco de infraestrutura de impressão: "Este ano surgiram várias vulnerabilidades relacionadas com a impressão, sublinhando o facto de as impressoras e os MFPs serem pontos finais como qualquer outro. De facto, à medida que mais inteligência é adicionada a modelos de impressoras básicas, o seu potencial para ser utilizado por criminosos aumenta. Além disso, as empresas têm baixa visibilidade e controlo sobre dispositivos caseiros e eliminação de documentos. As organizações devem implementar uma boa segurança de impressão, incluindo a revisão das políticas BYOD (Bring Your Own Device) para incluir dispositivos de impressão doméstica, empregando soluções de segurança de conteúdos e realizando avaliações formais de risco."

Serviços de gestão de impressão aumentam os níveis de satisfação

Quem recorre a serviços de gestão de impressão (MPS) mostra-se, no geral, confiante na segurança do seu ecossistema. Os utilizadores de MPS também indicam uma maior confiança na segurança da infraestrutura de impressão pós-COVID, com 37% a reportarem total confiança em comparação com apenas 22% dos utilizadores não-MPS.

Louella diz: "Vemos fornecedores e parceiros de canais a desenvolver opções mais sofisticadas que trazem dispositivos de escritório doméstico para o âmbito de MPS, dando às organizações uma maior visibilidade dos dados distribuídos e riscos associados."

O Global Print Security Landscape Report da Quocirca também refere as ofertas de segurança de grandes fabricantes da indústria e dos fornecedores de software independentes. O relatório inclui também recomendações-chave para compradores e fornecedores.

A Quocirca é uma empresa global de investigação de mercado, que se especializa na análise da convergência das tecnologias digitais e impressão no local de trabalho.