fbpx

A dreamMedia acaba de investir cinco milhões de euros no lançamento da primeira rede nacional de outdoors digitais, numa operação 100% financiada com capitais próprios.

O portefólio digital incluirá, até final deste ano, mais de 100 posições premium, nas maiores cidades do país, como Porto e Lisboa, para além da região do Algarve. O grupo pretende atingir, nos próximos dois anos, as 300 posições, sendo objetivo digitalizar cerca de 30% das faces do parque nacional da empresa até 2025.

Ricardo Bastos CEO dreamMediaRicardo Bastos, CEO dreamMedia

«É o maior investimento, e único alguma vez feito com estas características, em suportes digitais em Portugal, que representa uma mudança de paradigma, quer tecnológico quer estratégico, num setor cujo controlo poderá estar a mudar de mãos ao fim de 40 anos, para uma empresa 100% portuguesa», afirma Ricardo Bastos, CEO do Grupo dreamMedia.

Os painéis digitais permitirão mensurar a audiência impactada, segmentar os conteúdos e as mensagens em função da localização e incluir várias mensagens em cada painel. As campanhas poderão apresentar imagens, vídeos, QR Codes, conteúdos HTML, sendo possível fazer campanhas em rede.

«Pretendemos assegurar a recuperação do país face ao forte atraso existente em relação às médias internacionais, considerando que grande parte da Europa está bem desenvolvida nesta matéria», acrescenta Ricardo Bastos.

Segundo a fonte de estudos STATISTA, no Reino Unido, o maior mercado outdoor da Europa, cerca de 50% das "impressões" no formato DOOH (Digital Out of Home) provêm da comunicação nas estradas e via pública, sendo esta «a localização mais privilegiada e mais impactante para as marcas comunicarem».

Painel digital dreamMedia

«Queremos garantir a oferta de uma solução que permita, agora, a presença das marcas em suportes digitais na rua, com todas as vantagens e dinâmicas associadas. Num momento em que os consumidores ativos são cada vez mais digitais, urge a necessidade de criar uma ligação direta com o OOH, através do digital. O conceito é simples: cidades digitais para cidadãos digitais», salienta Ricardo Bastos.

A rede vai permitir gerir os conteúdos em tempo real, com possibilidade de alteração dos conteúdos ao minuto e adaptações consoante o horário e clima, com diferentes mensagens para diferentes momentos do dia e condições climatéricas. Os painéis apresentam ainda outras funcionalidades, nomeadamente o controlo automático do brilho, o processamento de audiências (automóveis e/ou pessoas) e a integração de dados de SmartCities. Os painéis apresentam dimensões, que variam entre os 3x2 metros e os 20x5 metros.

«Sem dúvida que este é o momento mais marcante de toda a história do Grupo dreamMedia. Apesar de o setor estar a atravessar uma crise profunda, não hesitámos em dar este passo e concretizar este objetivo, há muito desejado. Digitalizar o país pela primeira vez, com um investimento de cinco milhões de euros, é uma revolução neste mercado. É um sonho tornado realidade e é um verdadeiro orgulho ver a dreamMedia colocar o mercado nacional da publicidade em outdoors ao nível de outros países», conclui Ricardo Bastos.

Painel digital dreamMedia Baiza

Grupo dreamMedia 

Criado em 2006, o Grupo dreamMedia conta com uma centena de colaboradores, em Vila Nova de Gaia e em Lisboa. Do grupo faz também parte a empresa BIGoutdoors. Em Portugal está presente nos 18 distritos e em mais de 170 municípios.

O Grupo trabalha no setor da publicidade exterior a nível nacional há mais de 15 anos, e disponibiliza mais de 30 soluções de comunicação. No início de 2021 a dreamMedia entrou no mercado do Mobiliário Urbano, tornando-se no primeiro operador 100% português a investir na instalação, manutenção e exploração de publicidade em paragens de autocarros, mupis e outros equipamentos de mobiliário urbano.

A estratégia de futuro da dreamMedia prevê a entrada em novos segmentos de negócio com vista ao crescimento do Grupo, além do aumento da sua rede de suportes. O Grupo dreamMedia registou no último ano uma faturação superior a 10 milhões de euros, e é desde 2020 o segundo operador com maior faturação no setor.  

 

Com Midlandcom