fbpx

Os CTT apresentaram uma emissão filatélica sobre o Nato Tiger Meet 2021, um encontro militar internacional que se realiza pela quarta vez em Portugal e que este ano completou a 57ª edição, desde o seu início em 1961.

A emissão filatélica é composta por uma folha especial com seis selos, no valor de 4,55€ cada folha e uma tiragem de 100 000 exemplares. O design dos selos esteve a cargo de Hélder Soares do Atelier Design&etc e as ilustrações de Paulo Alegria

NATO TIGER MEET

Portugal faz parte do encontro desde 1978, onde se estreou na Bélgica com os Fiat G91, tipo de aeronave representada em dois dos selos; depois evoluiu para os aviões Alpha Jet A e F-16 AM, ambos representados também nesta emissão filatélica.

Este encontro, inicialmente promovido no período de Guerra Fria, surgiu devido à insuficiência do treino operacional no âmbito da Nato, “tornando-se fundamental promover e consolidar a cooperação entre as suas forças aéreas, criar conhecimento mútuo e um relacionamento privilegiado e próximo entre as tripulações de combate, criando um efeito multiplicador na capacidade de resposta combinada”, conforme afirma o autor desta pagela, António Carlos Mimoso e Carvalho, Tenente-general Piloto Aviador e Comandante da Esquadra 301, Jaguares, entre 1985-1988.

De acordo com o autor, “este encontro cria oportunidades de treino combinado, partilha de conhecimentos operacionais e, simultaneamente carateriza-se por uma componente social integradora e de convívio ímpares entre tripulantes, mecânicos e outro pessoal de apoio. Como tradição as pinturas das aeronaves das várias nações participantes procuram traduzir o Espírito Tiger subjacente ao evento. O seu significado esbate-se entre uma demonstração da génese guerreira das esquadras de voo predecessoras e a procura de uma representação dos grandes felinos, como símbolo de força, poder e proficiência em combate.”.

 

Para assinalar o Nato Tiger Meet 2021, que decorre em Beja, esta emissão apresenta as pinturas mais significativas das aeronaves Tiger da Esquadra 301, Jaguares, em sucessivas participações retratando a evolução e as experiências artísticas adotadas, incluindo o projeto para o ano corrente.