fbpx

A Future Factory acontece a 15 e 16 de setembro, ao vivo e em streaming, no Teatro de Milão. O programa traz diversas intervenções apelativas a quem pretende perceber o futuro da indústria.

Matteo Bordone é o jornalista que vai orientar as sessões, onde participam Alec Ross, Professor Convidado na Bolonha Business School e conselheiro sénior em inovação ao Secretário de Estado durante a administração Obama, que vai analisar a dinâmica em mudança no contexto socioeconómico.

Future factory intro

Ivana Pais, Professora Associada de Sociologia Económica na Università Cattolica del Sacro Cuore, juntamente com David Stark e Arthur Lehman, Professor de Sociologia na Universidade de Columbia, vão aprofundar os modelos da plataforma económica.

Paola Mariani, Professora Associada de Direito Internacional na Università Bocconi, em Milão, analisa questões económicas em estreita relação ao direito internacional; Bertrand Badré, CEO e fundador da Blue como uma Orange Sustainable Capital, refletirá sobre o futuro da organização empresarial. Por último, outras contribuições fornecerão novos pontos de vista sobre a indústria, analisando futuras orientações para os próximos anos.

A Future Factory é organizada pela Acimga (Associação Italiana de Fabricantes de Máquinas para as Indústrias Gráficas, Conversoras e de Papel) com o apoio da ITA - Agência Italiana do Comércio, a agência governamental que apoia o desenvolvimento de negócios de empresas italianas no exterior e promove a atração de investimento estrangeiro em Itália. A Future Factory é uma nova oportunidade de diálogo para todo o setor e é o principal evento no roteiro para a feira Print4All, agendada para 3 e 6 de maio de 2022.  

A Acimga é a associação dentro da Confindustria que representa todas as tecnologias de impressão, embalagem e conversão, unindo 82 empresas para um setor industrial no valor de cerca de 3 mil milhões, em volume de negócios, 60% das quais provenientes das exportações. A Itália está no top 3 dos fabricantes das máquinas a nível global (juntamente com a Alemanha e a China) com os seus pontos fortes a serem tecnologias mecânicas, aliadas às mais recentes inovações eletrónicas.

O evento necessita de um registo prévio.