fbpx

BielorrússiaO governo da Bielorrússia anunciou oficialmente que vai comissionar uma nova fábrica para a produção de pasta de kraft branqueada em Julho de 2015, na área de Svetlogorsk. A implementação do projeto vai ser levada a cabo pelo governo da Bielorrússia em cooperação com a corporação chinesa Samsø. A construção já começou com recurso a empréstimos por parte de bancos da China, estando o custo do projeto estimado em 860 milhões de dólares, cerca de 692 milhões de euros.

MapaAs autoridades da região de Vologda, uma das maiores regiões do Nordeste da Rússia, confirmaram oficialmente que está a ser construída, pela empresa russa Sveza, uma nova fábrica de pasta de papel na Reserva de Rybinsk, perto de Cherepovets. Ao mesmo tempo que surge a confirmação, há o anúncio da intenção da Novgorod em construir uma nova fábrica num investimento que pode atingir um bilião de euros.

ImagePerfect StreetAppA Spandex expandiu a família de produtos ImagePerfect com o novo adesivo para aplicações em outdoor: o IP2555 StreetApp. O novo substrato branco, texturado, resiste à abrasão e tem uma superfície anti deslizante. Pode ser utilizado em impressão digital em máquinas de impressão de grande formato, com tintas eco solventes ou solventes assim como de cura UV e látex.

Favini   Smemoranda  EatalyO papel da Favini, Crush, que é produzido com resíduos de produtos orgânicos foi escolhido pela Smemoranda para utilizar no primeiro notebook da marca. O papel substitui cerca de 15% de pasta virgem por resíduos de citrinos, milho, kiwi, azeitonas, amêndoas, avelãs, café, lavanda e cerejas.

Calendário Air 2015Air é o nome do novo calendário da Torraspapel para 2015. É o ar que é apreciado na imensidão dos grandes espaços das terras australianas que ilustram a peça. Completa-se assim a série baseada nos quatro elementos da natureza com uma seleção de doze instantâneos que nos mostram um leque cromático no qual o ar é o personagem principal, ainda que invisível.

Imprimir com luzEstá a ser desenvolvido um suporte de impressão que pode ser reutilizado e que utiliza a luz em vez de tinta. A investigação está a ser feita na universidade da California pela equipa de Wenshou Wang, que pretendem evitar o gesto de imprimir, ler e deitar o papel ao lixo.

A técnica baseia-se na propriedade de mudança de cores de produtos químicos comerciais chamados corantes redox. A impressão é feita com luz ultravioleta para embranquecer o corante, com exceção dos locais onde se forma o texto sobre suporte.

Website da campanhaEstá a arrancar a presença online de campanha que pretende esclarecer o cidadão europeu relativamente ao seu direito de escolher a forma como recebe informação importante – papel, digital ou ambos – sem que seja penalizado!

A informação inclui formulários de impostos assim como contas e extrato de fornecedores de serviços. “Não se trata de uma campanha anti digital”, dizem os promotores, “mas de uma campanha pró-escolha a nível europeu”.

Somes DejA fábrica de papel Somes Dej, do empresário romeno Stefan Vuza, está à venda. O negócio deverá, ser concluído por negociação directa e tem um valor inicial de 7,9 milhões de euros, excluindo impostos adicionais.

A fábrica entrou em insolvência em Janeiro de 2013 e pediu falência no final do mesmo ano. A negociação da potencial aquisição deverá ser feita com o administrador judicial, a Transylvania Insolvency House, uma vez que os bens da empresa estão congelados.

Solo PrintA SCA desenvolveu um papel revestido de um único lado, que vai fazer parte da família de produtos de embalagens sustentáveis. A empresa afirma que o papel permite uma qualidade de impressão comparável à encontrada na categoria de revistas juntamente com o melhor mercado em termos ambientais.

O novo produto foi especialmente desenvolvido para embalagens flexíveis e é ideal para sacos, papel de embalagem, flowpack e banners. O Solo Print é caracterizado por uma excelente qualidade de impressão, uma opacidade muito elevada (menor transparência). O Solo print é certificado para estar em contato direto com alimentos gordurosos ou secos.

Da floresta ao papelA exposição Da Floresta ao Papel vai ficar patente ao público, a partir do próximo dia 26 de Novembro, no Museu do Papel Terras de Santa Maria, em Paços de Brandão. Esta mostra tem um cariz pedagógico e destina-se, essencialmente, ao público em idade escolar. Surge no âmbito de uma parceria entre a Câmara Municipal de Santa Maria da Feira e o Grupo Portucel Soporcel.