fbpx

A Comissão Europeia adotou uma decisão que estabelece os novos critérios para o rótulo ecológico da UE para os produtos impressos. O novo rótulo ecológico da UE tem um âmbito alargado: cobre papelaria, sacos de papel, papel de embrulho e papel de presente. As embalagens, etiquetas e materiais de contacto com os alimentos estão excluídos do âmbito.

Papel impresso
O rótulo ecológico da UE é atribuído a produtos concebidos de forma sustentável que satisfazem 10 critérios ambientais rigorosos, tanto específicos do produto (substrato, reciclagem) como específicos das fábricas e gráficas (emissões, resíduos, energia).

A Intergraf, federação das associações da indústria gráfica, contribuiu para o processo de revisão e foi fundamental para garantir que os candidatos podem licenciar diversos tipos de produtos. De um modo geral, o rótulo ecológico da UE é concedido a um produto para o qual as especificações não se alterarão ao longo do tempo. Os produtos impressos são projetados pelos clientes. Uma produção será diferente da seguinte. O novo rótulo ecológico da UE reconhece esta singularidade e permite às empresas apresentar uma candidatura para uma linha de produtos.

Guidelines EU Ecolabel final cover

"O novo rótulo ecológico da UE para produtos impressos permite que as impressoras europeias demonstrem o desempenho ambiental dos seus produtos e processos. Reconhece a especificidade dos produtos impressos e permite que as gráficas se candidatem a uma linha de produtos e não apenas a um único produto", refere Beatrice Klose, Secretária-Geral da Intergraf

A Intergraf publicou um guia para ajudar as empresas de impressão que desejem candidatar-se ao rótulo ecológico da UE. As empresas de impressão podem solicitar o Guia Intergraf para o rótulo ecológico da UE através da sua associação nacional, que no caso português é a Apigraf.

Consulte aqui a publicação no Jornal Oficial da União Europeia.