fbpx

O jornal Expresso vai reforçar a tiragem do semanário, após ter registado uma elevada procura na passada semana.

Muitos leitores acabaram por não conseguir comprar o jornal já que um número elevado de pontos de venda esgotou os exemplares disponíveis. O Expresso está a trabalhar para reforçar a tiragem e sua distribuição, para que a próxima edição do jornal chegue a todos os que a procuram”, refere o jornal na sua edição eletrónica.

Numa altura de incertezas, a certeza de que a proteção de todos passa também por uma informação séria e credível fez o Expresso crescer em todos os seus indicadores, destacando-se um crescimento nas vendas em banca se compararmos com as restantes edições do jornal, em 2020. O Expresso conquistou centenas de assinantes digitais, o que mostra a importância da cobertura rigorosa e imediata de todas as matérias relacionadas com o Covid-19”, adianta a redação.

Jornal Expresso

Além de estar disponível nos supermercados e postos de abastecimento, o jornal dispõe de um serviço de entrega em casa.

Aqui pode consultar também os pontos de venda durante o estado de emergência.