fbpx

Numa ação que visa contribuir para a luta contra as alterações climáticas, o jornal britânico The Guardian vai deixar de aceitar publicidade de empresas que se dedicam à “extração de combustíveis fósseis”.

“Ao equacionarmos o que a nossa empresa poderia fazer mais, percebemos que podemos dar outro passo, se queremos ser fiéis aos nossos valores”, comentou a diretora executiva do jornal, Anna Bateson.

De acordo com o mesmo texto, citado pela agência EFE, Bateson admitiu que alguns leitores querem que o jornal vá “mais longe” e que proíba os anúncios “de qualquer produto com uma pegada de carbono significativa, como carros e viagens”, embora isso significasse um “duro golpe financeiro” que poderia obrigar o jornal a “cortes significativos” na redação.