Login

Record impulsiona vendas com colecção de DVDs

Ler mais...O Record, diário desportivo do grupo Cofina Media, vai impulsionar as vendas do jornal com oito DVDs. Trata-se de uma compilação de acidentes em desportos motorizados, distribuídos de forma gratuita.

Para beneficiar da oferta, os leitores devem recortar o cupão publicado à segunda e quarta-feira e apresentá-lo na banca, no momento de compra do jornal de terça e quinta-feira, de forma a receberem o seu DVD grátis.

Esta nova ação do jornal Record será acompanhada por campanhas de promoção em televisão (SIC, TVI, SportTV e CMTV), imprensa, rádio (Renascença, RFM, Comercial), digital e outdoor.

CM aposta nas memórias de Portugal

Ler mais...O Correio da Manhã lançou uma coleção de 60 postais ilustrados com algumas das melhores imagens de Portugal do século XX. A coleção 'Memórias de Portugal e Ex-Colónias' é uma verdadeira viagem ao passado de Portugal, com imagens retiradas de arquivos históricos. A nova iniciativa do Correio da Manhã compreende um total 60 postais, divididos por 30 entregas diárias grátis com a compra do jornal.

Os leitores vão receber dois postais com imagens das principais cidades portuguesas de Norte a Sul do País, bem como de ex-colónias como Moçambique, Angola, Cabo Verde, Guiné, São Tomé e Príncipe, Macau ou Timor.

Esta nova ação do Correio da Manhã tem associada uma campanha de promoção, que marca presença em televisão (CMTV), rádio (Renascença, RFM e Rádio Comercial), imprensa, mupis (redes JCDecaux + Cemusa), digital e nos diversos pontos de venda.

UE lança campanha para apelar ao voto nas Europeias

Ler mais...O Parlamento Europeu reservou um investimento de 16 milhões de euros para apelar ao voto nas eleições europeias, que se realizam entre 22 e 25 de Maio. "Act. React. Impact." É o mote da campanha e estará presente nos 28 países da União, sendo por isso traduzida em 24 línguas. Do investimento, 4,5 milhões de euros são destinados a eventos como mesas redondas, seminários e conferências, seguindo-se 4,4 milhões de euros para canais online e 3,6 milhões para os meios tradicionais.


Em Portugal, a BBZ é a agência responsável pelo desenvolvimento da campanha, que vai ser repartida em fases. A primeira apela à verificação da inscrição no recenseamento eleitoral e a segunda apela à participação no acto eleitoral, esclarece sobre o local de voto e sobre o Parlamento Europeu. As campanhas dos partidos só têm início a 10 de Maio.

Mercado da publicidade regride dez anos

Ler mais...O mercado publicitário regrediu dez anos, segundo os últimos dados divulgados. No final de 1996, houve um investimento de 389 milhões de euros em publicidade e em 2013 regista um valor de 369,8 milhões de euros. As principais agências de meios estimam que, em 2014, o valor ascenda aos 410 milhões de euros, mas o aumento de investimento continua a ser comedido quando em comparação com anos como 2007 em que se registou um investimento de 720,2 milhões de euros.

Fedrigoni lança PULP

Ler mais...De três em três meses, a Pulp promete trazer notícias sobre o mundo do papel e apresentar personalidades que actuam na esfera da comunicação visual. A iniciativa é da Fedrigoni e conta com o desenvolvimento da Eye Magazine, sob a supervisão editorial de John Walters e do director artístico Simon Esterson.


"Técnicas de impressão, fontes, design, projectos gráficos e editoriais, ilustrações, fotografias, ficheiros, intercâmbio de ideias com as pessoas que põem tudo isto em prática e os papéis que utilizam para os seus projectos: estes são os temas que a Pulp abordará. A comunidade com a qual a Fedrigoni e o papel para artes gráficas se relacionam diariamente inclui gráficas, artigos de papelaria, editoras, fotolitografia, designers, ilustradores, fotógrafos e artistas criativos que permanentemente procuram novos estímulos e, com isso, fontes de inspiração. A Pulp pretende interligar todas estas vertentes" refere a Fedrigoni, através do Clube dos Amantes do Papel.


A edição de lançamento dedica-se ao mundo da impressão digital e conta com uma entrevista a Rino Maccaccaro, conservador do arquivo histórico da Fedrigoni. Uma retrospetiva do mundo das ilustrações de Beppe Giacobbe e destaque para a semana do design de Milão, são apenas alguns temas tratados. A revista vai ser apresentada a 11 de Abril.

Polícia impede chegada do papel aos jornais da Venezuela

Ler mais...A Guarda Nacional Bolivariana impediu a entrada de papel jornal enviado a partir da Colombia para os jornais da Venezuela. A iniciativa faz parte do projeto "Todos somos Venezuela. Sem liberdade de imprensa não há democracia". Treze jornais da Venezuela deixaram de ser publicados e 17 diminuiram a edição por falta de papel jornal.

A Associação Colombiana de Editores de Jornais e Média havia enviado dois caminhões com 52 toneladas de papel. A ideia é auxiliar a imprensa venezuelana, que tem dificuldades em importar papel por causa do câmbio implantado pelo governo de Nicolás Maduro.

No câmbio normal, um dólar valer cerca de 6,30 bolivarianos e no câmbio implantado pela Venezuela, o dólar chega a ser comprado por valores dez vezes superiores. Devido às regras fiscais, as empresas só podem operar com o câmbio oficial do governo.

Na Venezuela, o papel será levado para Barquisimeto para ser utilizado pelo jornal El Impulso, que é o diário mais antigo do país. O restante seguirá para Caracas para ser usado pelos jornais El Nacional e El Nuevo País, que são os mais afectados pela restrição.

A medida é simbólica e apenas deve dar para 15 dias de circulação dos jornais em causa. O objectivo é também chamar a atenção de outros meios da região para aderirem à iniciativa de cederem parte de seus stocks de papel aos diários venezuelanos.

A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) também pediu ao governo para não impor restrições à remessa de papel.

Mosquito iguala participação de Oliveira na Controlinveste

Ler mais...António Mosquito detem agora uma posição de 27,5% na Controlinveste, empresa proprietária de títulos como o Diário de Notícias e a TSF. O empresário angolano participou num aumento de capital da Controlinveste Conteúdos, garantindo uma posição igual à de Joaquim Oliveira, o que se cifrou no montante de 10,4 milhões de euros.

O aumento de capital contou ainda com 5,69 milhões de euros de Luís Montez e com uma conversão de créditos em capital por parte do BES e do BCP. Neste momento, a Controlinveste Conteúdos detém um capital social de 37,9 milhões de euros.

António Mosquito investiu 80 milhões de euros em Portugal, após ter comprado a maioria do capital da Soares da Costa Construção.

Freeport reformula revista Free

Ler mais...A revista de estilo do Freeport, a Free, surge renovada, com um conceito editorial e grafismo criados de raiz para refletir o melhor da moda e glamour presentes nas 140 lojas do outlet. Criada em 2009, a revista Free torna-se agora multiplataforma sendo a publicação de 60.000 exemplares complementada por uma versão digital em formato responsive design e disponível para leitura online, em smartphone e tablet nos sistemas iOS e Androd.

De acordo com Catarina Tomaz, diretora de marketing do Freeport “A reformulação da Free foi um processo completo, desde a imagem, conteúdo, distribuição incluindo a mudança de parceiro estratégico que recaiu na escolha da Cofina, capitalizando a larga e reconhecida experiencia em revistas de moda como a Máxima e Vogue. Com a nova Free vamos focar-nos naquilo que mais interessa aos nossos leitores que é a nossa oferta e, de uma forma muito clara e muito forte, no nosso posicionamento: produto, marca e preço. A passagem para o paradigma multiplataforma é um passo natural que faz todo o sentido quando as novas tendências de leitura passam cada vez mais pelos dispositivos móveis, e estamos certos que a Free terá um público ávido também na sua nova versão digital.”

Lançada em maio de 2009 a revista Free conta agora com uma tiragem de 60.000 exemplares sendo produzida pela área de Customer Publishing da Cofina media.

A Mesa dos Portugueses com o CM

Ler mais...O Correio da Manhã, diário do grupo Cofina Media, vai reforçar as suas edições de domingo com a oferta da coleção “A Mesa dos Portugueses”. Composta por sete livros, esta coleção reúne as receitas enviadas pelos leitores do Correio da Manhã por ocasião do concurso nacional de gastronomia “A Mesa dos Portugueses”, uma iniciativa promovida pelo jornal com o objectivo de recolher as melhores receitas regionais e estimular a confeção de pratos com produtos de origem portuguesa. Os sete livros são guias passo-a-passo com mais de 250 receitas, vencedoras, finalistas e outras selecionadas do concurso “A Mesa dos Portuguesas”.

A publicação dos sete títulos de “A Mesa dos Portugueses” é totalmente grátis com a compra do jornal, estando dividida em sete temas: “Sobremesas”, “Bacalhau”, “Sopas & Entradas”, “Carne”, “Peixe & Mariscos”, “Bolos & Bolinhos” e “Pratos Típicos”.

O Correio da Manhã procura, desta forma, continuar a gerar valor para os seus leitores, disponibilizando gratuitamente uma obra que agradará a todos os curiosos pelos segredos da cozinha tradicional portuguesa. Para a sua promoção, foi criada uma campanha multimeios que envolverá televisão, imprensa, rádio, internet e outdoors.

Nº Entrega

Título

Na banca

1

Sobremesas

09/Março

2

Bacalhau

16/ Março

3

Sopas & Entradas

23/ Março

4

Carne

30/ Março

5

Peixe & Mariscos

06/Abril

6

Bolos & Bolinhos

13/ Abril

7

Pratos Típicos

20/ Abril

 

Editorial Presença cria chancela autónoma

Ler mais...A Editorial Presença acaba de criar uma nova chancela autónoma que terá Simona Cattabiani como directora editorial. Com um longo percurso no mundo editorial, a antiga responsável da Civilização Editora assume o projecto de lançar uma nova chancela nacional (o nome será anunciado em breve), que vai ter por missão acrescentar novos conteúdos ao panorama editorial português e aprofundar a relação entre autores, livreiros e leitores. O seu catálogo irá pautar-se por um carácter generalista, e as primeiras edições serão reveladas ainda em 2014.

Simona Cattabiani está ligada ao mundo editorial desde 1995, ano em que começa a colaborar com a Editora Dorling Kindersley, em Londres. Em 1998, muda-se para Lisboa, e após uma colaboração na Exposição Universal de Lisboa (Expo-98), ajuda a estabelecer uma parceria entre a Dorling Kindersley e a Civilização Editora. A seguir, exerce as funções de directora editorial da Civilização Editora, responsável pela edição de todo o seu catálogo até fim de Novembro de 2013.
A nova chancela irá beneficiar de uma das melhores e maiores redes de distribuição e colocação nos diversos pontos de venda em Portugal, e dos mesmos recursos internos e sinergias da Editorial Presença. A marca consolidará a Editorial Presença enquanto grupo, numa iniciativa que se segue à parceria com a Marcador Editora, celebrada em 2012.