Log in

Quem participa na Economia de Baixo Carbono?

Economia de Baixo Carbono“Economia de Baixo Carbono – Soluções made in Portugal by BCSD” é um projeto do BCSD, preparado no âmbito da Cimeira do Clima, COP 21, que vai decorrer em Paris no início de Dezembro. Lá são identificadas as soluções que as empresas membro já têm implementadas e que estão a contribuir para reduzir as emissões de CO2 e, consequentemente, combater as alterações climáticas. São 32 soluções de baixo carbono - 19 de eficiência energética, 4 de processos industriais, 3 de renováveis, 3 de serviços e 3 de mobilidade – sendo que algumas estão implementadas em grupos como os CTT ou a Portucel Soporcel.

Previstos 31 mil novos postos de trabalho em Portugal para 2016

Previstos 31 mil novos postos de trabalho em 2016Um estudo desenvolvido pelo Hay Group, membro do BCSD Portugal, em que participaram empresas como os CTT, a Lidergraf, a Portucel Soporcel e a Xerox, revela que no próximo ano está prevista a criação de 3600 novos empregos.

“A complementaridade entre a comunicação em papel e o digital é uma mais-valia”

A complementaridade entre a comunicação em papel e o digital é uma mais-valiaFoi a propósito da comunicação num mundo cada vez mais digital que falámos com Paulo de Carvalho, Sales & Specialists Manager. Aqui fica a entrevista flash ao especialista da Xerox Portugal.

Linde robotics apresentados no CCL

Igor Aboneis TrigosA 27 e 28 de outubro, o Centro de Congressos de Lisboa recebeu os profissionais do setor logístico através do Congresso Anual da APLOG. A Linde Material Handling esteve lá e apresentou os Linde robotics.

TEDx Lisboa é já no próximo sábado

Oradores TEDx 2015É na Aula Magna, em Lisboa, que se realiza o TEDxLisboa 2015, no próximo dia 31 de outubro, às 14 horas. A missão do evento continua a ser a divulgação de boas ideias e discutir assuntos fortes. O painel de oradores conta com dez nomes e com dez temas diferentes que vão desafiar os presentes a enfrentar o comum a partir de outro ponto de vista.

Linde amplia a gama de tratores de reboque

•	O trator de reboque compacto Linde P20 e com plataforma Linde W04 é ideal para a produção lean. A respeitar os princípios da produção magra, também na logística, as empresas procuram alternativas mais eficientes. A pensar nisso, a Linde Material Handling desenvolveu o trator de reboque compacto Linde P20, com uma capacidade de reboque de duas toneladas.

Estudo confirma 2014 como o ano da retoma na produção gráfica

2014 foi o ano da retoma?A Informa D&B fez um estudo sobre o setor das artes gráficas e confirma que em 2014 o setor experimentou uma ligeira retoma após cinco anos de quebra. Em 2014, o valor da produção situou-se em 940 milhões de euros, com um crescimento de 0,4% face ao ano anterior, no qual se registara uma queda de 2,7%.

Organizações repensam políticas de BYOD devido ao cibercrime

BYODAté agora, várias empresas aderiram ao BYOD, Bring Your Own Device, permitindo que os seus profissionais utilizassem os próprios equipamentos tecnológicos para o trabalho. Segundo a Dimension Data, essa política começa a ser reavaliada, uma vez que os utilizadores finais começam a ser alvo do cibercrime. Como os profissionais têm acesso em tempo real aos dados empresariais, tornaram-se alvos apetecíveis para porta de entrada de um ataque.

Ediprisma aposta na gestão de startups

Uma startup nem sempre tem acesso a conhecimento específico de gestãoA Ediprisma está a apostar na consultoria para startups. Através de um apoio técnico pontual, os empreendedores podem receber consultoria especializada nas áreas mais críticas para a sustentabilidade do negócio, nomeadamente, ao nível financeiro, gestão estratégica e marketing.

Turistas continuam a imprimir os documentos das férias

Turistas preferem imprimir documentosApesar de 92% dos consumidores fazerem a pesquisa sobre as férias online, com 82% a procurar reservas de alojamento e 77% a procurar reservas de voos, 93% dos turistas europeus continua a imprimir os documentos de viagem em papel.
O estudo indica que 71% dos passageiros imprimem os documentos por precaução para prevenir quaisquer problemas tecnológicos ou eventuais confusões no check-in, enquanto mais de metade fá-lo por hábito (51%). De acordo com os resultados, os Alemães (75%) e os Ingleses (74%) são os que mais imprimem os documentos de viagem “por segurança”.