Login

Konica Minolta reforça segmento de produção

Ler mais...A Konica Minolta lançou a bizhub PRO 951, um equipamento de impressão a preto e branco para os departamentos centrais de reprografia, fornecedores de serviços de impressão digital e ambientes de alto volume de impressão.
A nova bizhub destaca-se por ser acessível, pela alta resolução das impressões de 1200 x 1200 dpi e pela flexibilidade de formatos como SRA3 e gramagens de 40 a 350 g/m2, bem como pelo tone curve utility que permite ajustes nas curvas de tonalidades e as opções profissionais de acabamento. A bizhub PRO 951 tem uma velocidade de impressão de 95 páginas A4 por minuto e um volume de impressão entre 80 e 300 mil páginas por mês, podendo chegar ao milhão e meio. “Nunca antes uma impressora monocromática durável ofereceu uma relação preço-desempenho tão boa” afirma Nuno Sacadura, Especialista de Produto da Konica Minolta Portugal. O catálogo de suportes de papel integrado no sistema permite ao operador definir os perfis de suporte a partir de uma biblioteca. A bizhub PRO 951 tem capacidade para até 9000 folhas de papel com várias possibilidades de acabamento como a de agrafar mais de 100 folhas, produção de folhetos entre outras.

 

Lidergraf renova imagem

Ler mais...A Lidergraf pretende reforçar a sua posição no mercado português de artes gráficas e realçar as suas vantagens competitivas junto dos seus clientes e potenciais clientes. Após 18 anos a atuar no setor, a empresa aposta numa gestão eficaz, que valoriza a consciência económica, social e ambiental, com vista a atingir o sucesso equilibrado e sustentado, assumindo a assinatura “Lidergraf – Sustainable Printing”.
Este reforço de posicionamento surge associado a uma renovação da imagem, que traduz os valores, a missão e ambição daquela que é hoje uma referência no setor das artes gráficas nacional. Tendo como missão “oferecer soluções, serviços e produtos gráficos, capazes de satisfazer e exceder as expectativas dos nossos clientes, a um preço justo, sempre com absoluta responsabilidade social, ambiental e ética”, a Lidergraf soube sempre reinventar-se, procurando através da inovação melhorar a sua oferta e conquistar a confiança dos parceiros e do mercado.
Segundo Cristiano Azevedo, diretor geral da empresa, “A nova imagem, que hoje se dá a conhecer, é a face mais visível de uma reestruturação mais profunda e que passa pela revisão da maneira de ser, saber e fazer: foram pensadas novas metas e objectivos, otimizados processos, analisados novos clientes e segmentos de mercado.”
O reforço da equipa comercial também não foi esquecido. A Lidergraf aposta agora numa atitude comercial mais ativa e criativa na abordagem ao mercado e a potenciais clientes.
Esta ambição está vinculada à visão da marca - “ser a melhor empresa de artes gráficas aos olhos de clientes, fornecedores e investidores”.

 

SKA cria campanha das Praias do Porto

Ler mais...A SKA foi a agência seleccionada para o desenvolvimento criativo da Campanha das Praias que a Câmara Municipal do Porto habitualmente promove em articulação com a empresa municipal Águas do Porto. Este ano, orientada para o tema da sustentabilidade ambiental, a campanha centrou-se no bom ambiente que se vive nas oito praias urbanas do Porto que hasteiam a bandeira azul, com o mote "As praias do Porto dão mais ambiente ao seu verão".
Pelo quinto ano consecutivo, as águas balneares do Porto mantêm elevados níveis de qualidade, sendo reconhecidas pelas suas águas cristalinas, areais limpos, equipamentos e serviços modernos, excelentes acessibilidades e estruturas de apoio aos cidadãos com mobilidade reduzida. Recorde-se que a primeira Bandeira Azul da história da cidade foi hasteada, em Junho de 2008, na praia do Homem do Leme. Para a época balnear de 2012, a Bandeira Azul vai abranger, pela primeira, a praia das Pastoras. A campanha da responsabilidade da SKA irá marcar presença em imprensa, mupis e outdoors.

 

Portucel Soporcel continua a crescer no mercado angolano

Ler mais...O grupo Portucel Soporcel vai participar na 29ª edição da FILDA – Feira Internacional de Luanda, que decorre entre 17 e 22 de Julho. Tendo como tema “Os Desafios da Atracção de Investimento: Estratégia, Legislação, Instituições, Infra-estruturas e Recursos Humanos”, esta edição da FILDA terá a África do Sul como país convidado.
Com o objectivo de promover a consolidação da imagem das suas marcas Premium -Navigator, Pioneer, Target, Soporset e Inacopia – o grupo Portucel Soporcel estará presente no evento com um stand na área de exposição. 
O Grupo é responsável por 62% das exportações europeias deste tipo de papel para África. Atendendo ao elevado potencial de crescimento económico do mercado angolano, o Grupo tem afectado, para este país, um orçamento específico e uma força de vendas dedicada, sendo actualmente o maior fornecedor de papel de qualidade para a impressão de livros escolares em Angola. Empresa estruturante na economia nacional, o Grupo exporta cerca de 95% do que produz para 119 países em cinco continentes. No primeiro trimestre de 2012, o valor das suas exportações ascendeu a 288,8 milhões de euros.

 

Messe Frankfurt anuncia novo recorde de vendas em 2011

Ler mais...Durante o ano fiscal de 2011, a Messe Frankfurt registou um aumento recorde nos lucros das vendas internacionais e um resultado financeiro muito positivo. O número final nas vendas do Grupo foi de 467.5 milhões de euros. Durante a conferência anual sobre os resultados do Grupo, Wolfgang Marzin, Presidente e CEO da Messe Frankfurt, afirmou: “Apesar de 2011 ter sido um ano difícil do ponto de vista económico, conseguimos expandir as nossas atividades com sucesso.”

Tendo em conta as receitas dos serviços Accente Gastronomie Service GmbH e da Messe Frankfurt Medien und Service GmbH, uma considerável percentagem dos lucros do Grupo foi gerada em Frankfurt com cerca de 310 milhões de euros, ou seja, perto de 67%. Os negócios do Grupo fora da Alemanha registaram um novo recorde de vendas com 132.4 milhões de euros. Wolfgang Marzin afirmou: “Neste momento 28.3% da nossa receita é gerada fora da Alemanha”. As subsidiárias asiáticas que pertencem à Holding Messe Frankfurt Asia impulsionaram as vendas com 81.9 milhões de euros.

Com cerca de 34.4 milhões de euros, a Messe Frankfurt consegue novamente um resultado sólido. Klaus Münster-Müller, chefe do departamento financeiro da Messe Frankfurt sublinha que os negócios do Grupo “permanecem fortes”. No entanto, também foram pagas despesas adicionais tendo em vista a melhoria da qualidade dos espaços de exposição em Frankfurt. Tal como em anos anteriores, a Messe Frankfurt está numa posição em que pode distribuir 13 milhões de euros em lucro pelos seus acionistas.

O Grupo tem um total de 1.725 trabalhadores ativos. No ano passado, a Messe Frankfurt organizou um total de 100 feiras e exposições em todo o mundo. Estes certames receberam 3.4 milhões de visitantes e contaram com cerca de 68.800 expositores. Um total de 31 feiras decorreu em Frankfurt, 14 das quais foram organizadas pela Messe Frankfurt, registando aproximadamente 18.900 expositores e mais de 740.000 visitantes. Para além destes, realizaram-se outros seis eventos em diferentes cidades na Alemanha.

Cerca de 63 feiras profissionais e exposições foram organizadas fora da Alemanha. Os eventos internacionais da Messe Frankfurt conseguiram atrair cerca de 30.650 expositores e mais de 1 milhão de visitantes, o maior registo de sempre.

Previsões para 2012: vendas podem chegar aos 500 milhões de euros
Wolfgang Marzin: “Nos primeiros seis meses de 2012, tomámos importantes decisões estratégicas no setor operacional de negócios do Grupo”. Estas decisões incluem a construção do novo edifício de congressos ‘Kap Europa’ e o término antecipado de leasings do Grupo. Os eventos da Messe Frankfurt estão a correr bem ao nível mundial, com uma forte participação internacional e clientes muito satisfeitos. Wofgang Marzin explicou: “Beneficiamos do facto de trabalharmos um mix de setores que estão a prosperar através das nossas feiras líderes internacionais.” O responsável acrescentou que a Messe Frankfurt prevê que as vendas ascendam aos 500 milhões de euros em 2012, mantendo um resultado financeiro positivo.

Durante os próximos meses e anos, o Grupo pretende ampliar o sucesso registado até agora. Wolfgang Marzin referiu que: “nos últimos meses, melhorámos as nossas atividades. Estas alterações incluíram o aumento do nosso portfólio de feiras, trazendo melhorias duradouras aos nossos processos internos e estruturas.” Na sede do Grupo, em Frankfurt, o foco principal é desenvolver o portfólio do Grupo e dos eventos independentes, expandindo o negócio das conferências e congressos com o novo edifício ‘Kap Europa’ e investindo no crescimento dos serviços oferecidos em Frankfurt.

Wolfgang Marzin descreveu a dinâmica internacional do Grupo como sendo “fulcral para o sucesso”. A Messe Frankfurt tem vindo a conseguir um crescimento internacional estável há mais de 25 anos. Continuando sempre a expandir o seu portfolio com novas atividades, aquisições e parcerias. 
A Messe Frankfurt tem previsto o lançamento de 16 novas Feiras em 2012 e 2013. O foco será na Índia onde as estreias incluem a Secutech India, a Light India e a ACMA Automechanika.

Segundo um estudo do Instituto de Munique para Investigação em Economia, os eventos em Frankfurt geram 3.1 mil milhões de euros em poder de compra todos os anos e salvaguardam um total de 32.500 postos de trabalho na Alemanha.

 

Recicl’arte já tem vencedor


Ler mais...Ana Rita Mota foi a designer vencedora do concurso Recicl’arte, promovido pela Sociedade Ponto Verde, com o objectivo de encontrar uma imagem criativa e original para os ecobags (sacos para separação de embalagens domésticas usadas). O desafio foi lançado em Abril, e quase 200 designers responderam com propostas originais. A proposta visava criar uma imagem para os três sacos, de acordo com as regras de separação de materiais: verde para o vidro, azul para o papel e cartão e amarelo para o plástico e metal.
“Era impossível não concorrer! Como designer e crente na importância da reciclagem, acreditei desde logo que podia contribuir de uma forma ainda mais próxima para uma causa que deve ser de todos.”, afirma Ana Rita Mota, que diz ainda “estar muito contente por ver o seu trabalho reconhecido”.
Para além do prémio pecuniário no valor de 2.500€, a vencedora verá ainda o seu trabalho impresso nos 100.000 ecobags que agora irão colocar a reciclagem na moda.
Os 100.000 ecobags serão entregues aos Sistemas Municipais parceiros da SPV e distribuídos por estes junto da população. “Queremos facilitar a tarefa de separação doméstica e criar uma peça atractiva, que funcione também como elemento decorativo, contribuindo assim para o aumento dos lares separadores.”, declara Luís Veiga Martins, Director-Geral da Sociedade Ponto Verde. 
As candidaturas foram apreciadas por um júri composto por elementos da Sociedade Ponto Verde, da agência Euro RSCG Design & Arquitectura e do IADE creative university. 
De acordo com os resultados do estudo “Hábitos e Atitudes face à separação de resíduos domésticos 2011”, desenvolvido pela Intercampus para a Sociedade Ponto Verde, junto de quem nunca realizou separação doméstica de lixo/embalagens usadas, a falta de recipientes próprios para o efeito é um dos argumentos mais evocados para justificar a não separação doméstica do lixo produzido.

Lecta lança novo site de sustentabilidade

Ler mais...O Grupo Lecta, um dos maiores produtores mundiais de papel couché pasta química e um dos líderes europeus no mercado de papéis especiais, lançou o seu novo site de sustentabilidade www.lectasustainability.com

O novo site do Grupo Lecta www.lectasustainability.com disponibiliza informação atualizada sobre as suas práticas ambientais, especialmente no que se refere a matérias-primas (madeira), descargas, energia, emissões, resíduos e certificações. Para além disso, convida a conhecer o seu compromisso com a responsabilidade social através de projetos solidários, colaborações com ONGs e patrocínios de eventos culturais.

O Grupo Lecta é formado por três empresas de grande tradição nos seus mercados de origem: Cartiere del Garda em Itália, Condat em França e Torraspapel em Espanha. Atualmente, o Grupo Lecta possui nove fábricas com uma capacidade de produção total próxima dos dois milhões de toneladas.

 

Portucel Soporcel apoia IUFRO 2012

Ler mais...O grupo Portucel Soporcel será Gold Sponsor do Congresso IUFRO 2012, uma iniciativa promovida pelo Instituto Superior de Agronomia que decorrerá no Centro de Congressos do Estoril, em Cascais de 8 a 13 de Julho.
O evento da IUFRO - International Union of Forest Research Organizations – Division 5 – Forest Products, reúne de cinco em cinco anos cientistas de todo o mundo na área da investigação florestal, e visa promover o diálogo entre a Academia e a Indústria sobre questões determinantes para o futuro do sector. No centro do debate estará a fileira florestal, uma das mais importantes para a economia portuguesa, que representa 10% das exportações de bens. Tendo como objectivos a promoção da partilha global de conhecimentos científicos e o fomento da cooperação internacional em ciências florestais, o Congresso IUFRO 2012 pretende ser uma reflexão sobre as plantações florestais no mundo, com especial ênfase no desenvolvimento sustentável e na geração de riqueza a partir de produtos florestais.
Nesta iniciativa, o grupo Portucel Soporcel procurará chamar a atenção para a importância da fileira florestal nacional e para o papel preponderante que assume na economia nacional e na área da investigação em Portugal, numa intervenção de Manuel Regalado, Administrador Executivo do grupo Portucel Soporcel. A área de I&D do Grupo também vai marcar presença nas diferentes sessões plenárias, através da participação de técnicos investigadores.
A cerimónia de abertura, que terá lugar dia 9 de Julho, será conduzida por Pekka Sarampãã (Presidente do Congresso), Helena Pereira (Presidente do Comité Organizador Local) e João Ferreira do Amaral (Presidente da Direcção da AIFF – Associação para a Competitividade da Indústria da Fileira Florestal).

 

Exposição Floresta Reciclada apela à defesa do ambiente

Ler mais...Cerca de 20 árvores feitas com embalagens de cartão da Tetra Pak estarão em exposição na praça central do GaiaShopping entre os dias 5 e 15 de julho. As árvores foram construídas por alunos da região norte e são o resultado do passatempo ambiental “Sim, Vamos Criar uma Árvore” promovido pela Tetra Pak em parceria com a Associação Bandeira Azul e Eco-Escolas que envolveu cerca de 400 escolas de todo o país e pretendeu sensibilizar os alunos para a preservação das florestas e importância da certificação FSC® (Forest Stewardship Council).
Juntamente com a exposição das árvores estará também disponível para visita um stand de informação sobre a certificação florestal FSC. Trata-se de um ponto de divulgação e informação sobre o FSC e o seu símbolo que já pode ser encontrado no mercado português em diversas embalagens de cartão de leite e de sumos.
O stand FSC pretende alertar os visitantes para a responsabilidade que todos temos, enquanto consumidores, de fazer escolhas responsáveis. “Este símbolo garante que a embalagem é feita com cartão proveniente de madeira com origem em florestas geridas de forma responsável que asseguram as melhores práticas ambientais, económicas e sociais”, explica Vera Norte, diretora de comunicação da Tetra Pak Ibéria. 
Recorde-se que as embalagens da Tetra Pak são embalagens de cartão, sendo por isso recicláveis, e que a reciclagem de uma tonelada de embalagens de cartão para alimentos líquidos evita o abate de cerca de 15 árvores adultas e a emissão de perto de 900 kg de gases com efeito de estufa. Até 2020, a Tetra Pak ambiciona duplicar em todo o mundo a taxa de reciclagem das suas embalagens usadas para os 100 mil milhões de embalagens e ter todas as suas embalagens certificadas pelo FSC.

 

Brandia renova a imagem da APSI

Ler mais...A APSI (Associação para a Promoção da Segurança Infantil) vai renovar a sua imagem. A responsável por esta mudança será a Brandia Central e assinala o seu 20º aniversário. Mário Mandacuri, director criativo da agência, avança que a nova identidade “teve como ponto principal renovar a imagem da APSI, reforçar o seu posicionamento, sem nunca perder a credibilidade que a entidade já representa em Portugal”. Acrescenta ainda que apesar da APSI já ter um posicionamento no mercado, é necessário “reafirmá-lo” e que se “pretende com a nova identidade, mostrar que houve um crescimento, um amadurecimento e uma evolução forte com destaque”.