Log in

IFC vai assessorar Portucel em Moçambique

ifc site
ifc site

ifc site
O IFC, organismo do Banco Mundial para o setor privado, divulgou hoje a celebração de um contrato de consultoria com a Portucel, com o objetivo de reforçar a sustentabilidade das operações florestais desta empresa em Moçambique. O apoio do IFC irá abranger actividades de assessoria nas vertentes de impacto ambiental e social e de planeamento e desenvolvimento de projetos nas comunidades locais, bem como na implementação de investimentos na comunidade e no fomento do tecido empresarial local.
O Presidente da Comissão Executiva da Portucel, José Honório, referiu que “a Portucel está empenhada no sucesso a longo prazo do seu projeto de investimento em Moçambique e esta nova parceria, com o IFC e o Grupo Banco Mundial, contribuirá para a prossecução dos nossos projetos florestais de acordo com as normas internacionais mais exigentes em matéria ambiental e social.” O Vice-Presidente Executivo do IFC, Jin-Yong Cai, referiu que “Moçambique precisa de forte investimento na diversificação da sua economia, indo para além das indústrias extrativas, e na criação de emprego. O IFC e os seus parceiros procuram aumentar o envolvimento das populações locais e assegurar a participação generalizada nos benefícios dos investimentos realizados pelo setor privado.”
A Portucel pretende realizar um programa de investimento com um valor estimado de $ 2,3 mil milhões no desenvolvimento do primeiro projeto integrado de plantação de eucaliptos e produção de pasta de celulose e energia em Moçambique. O Governo já atribuiu à Portucel concessões florestais com uma área total de 356.000 ha. nas províncias de Manica e Zambézia. O Administrador Executivo da Portucel Moçambique, Pedro Moura, frisou que "o projeto deverá criar 7.500 empregos diretos e irá promover a participação das comunidades locais, o governo e outras partes interessadas na procura de soluções sustentáveis de trabalho". A primeira fase do projeto da Portucel em Moçambique consiste em novas plantações de eucalipto numa área de até 60.000 ha. Para além prestar serviços de consultoria, o IFC está a ponderar a aquisição de uma participação nas operações da Portucel em Moçambique, de forma a potenciar o desenvolvimento deste projeto transformacional.