Log in

Portucel Soporcel investe na prevenção e combate aos incêndios

portucel setubal
portucel setubal

portucel setubal
O grupo Portucel Soporcel vai investir este ano mais de três milhões de euros na prevenção e apoio ao combate aos incêndios florestais, numa estratégia que fica também marcada por acções de gestão e partilha de conhecimentos adquiridos no domínio da investigação científica. O grupo defende a existência de um sistema nacional mais eficaz e mais eficiente.
Salienta-se, neste domínio, a colaboração do Grupo no FIRE-ENGINE - Flexible Design of Forest Fire Management Systems, projecto de investigação que se encontra enquadrado no programa MIT-Portugal e está a desenvolver métodos para apoiar decisões de políticas públicas e estratégias de operações no sistema de gestão de prevenção e combate a incêndios florestais. Participam nesta iniciativa o grupo Portucel Soporcel, o Massachusetts Institute of Technology (MIT), o Instituto Superior de Agronomia, o INESC Porto e a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD). Este programa de I&D tem procurado encontrar modelos, nomeadamente quanto aos padrões de reacendimento e “escape” de focos de incêndio, no sentido de permitir uma gestão mais eficiente na alocação dos meios de combate consoante a probabilidade de ocorrências, baseada em factores Os resultados preliminares têm sido partilhados com as instituições públicas portuguesas, através do Conselho de Representantes do projecto (ANPC- Autoridade Nacional de Protecção Civil, ICNF – Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, GNR – Guarda Nacional Republicana, UNAC – União da Floresta Mediterrânica, CAP – Confederação dos Agricultores de Portugal, FORESTIS – Associação Florestal de Portugal, Câmara Municipal de Torres Vedras e Câmara Municipal de Odemira).
Ao nível das iniciativas desenvolvidas em áreas mais operacionais, destacam-se as acções de sensibilização desenvolvidas com as populações em zonas de maior risco, assim como a participação activa em 43 comissões municipais de defesa da floresta contra incêndios. Merecem ainda relevo a actualização permanente de 25 placas de informação do risco meteorológico, a manutenção de pontos de água e sua sinalização e a formação promovida junto de todos os Colaboradores do Grupo que suportam o trabalho desenvolvido pela Afocelca, organização do sector de pasta e papel que visa apoiar o combate aos incêndios florestais.
Saliente-se que ao longo dos anos se tem vindo a verificar que, em cada campanha, mais de 85% dos fogos que são combatidos pelas equipas das empresas que compõem a Afocelca ocorrem em propriedades de vizinhos, o que se traduz num apoio relevante dado por este sector à Autoridade Nacional de Protecção Civil. Na campanha de 2013 estão envolvidos os seguintes meios:
• Mais de 270 colaboradores
• Central de Operações e oficiais de ligação nos CDOS – Centros Distritais de Operações de Socorro
• Três helicópteros, com brigadas heli-transportadas
• Três torres de vigia
• 35 Unidades de primeira intervenção com 3 sapadores florestais e kits de 600 litros de água
• 17 Unidades semi-pesadas, com 6 sapadores e kits de 3.500 litros de água e espuma
• 34 supervisores de património, guardas e supervisores regionais com carrinhas equipadas com kits de 600 litros de água

No âmbito da campanha de defesa da floresta contra incêndios de 2013, o Grupo realizou ainda a gestão de combustíveis florestais em mais de 10.000ha, bem como em áreas identificadas como críticas, e a conservação de 5.000km de caminhos, aceiros e pontos de água.