Login

Scheufelen resume operação e aposta na bioeconomia

Graspapier

Após cinco meses de esforços foi encontrada uma solução para a continuação de operações da papeleira alemã Scheufelen. Graças a uma parceria dos investidores Green Growth Fund 2 / Wermuth Asset Management, a Nordia Invest e a Scheufelen Equity Partners, a recém-criada “Scheufelen GmbH” retomou o funcionamento com 100 funcionários a 2 de julho.


A Scheufelen havia declarado a insolvência em janeiro de 2018. "Embora a produção tenha sido interrompida em abril de 2018, nunca perdemos a esperança ou paramos os esforços para encontrar uma solução para a Scheufelen sobreviver", declarou o administrador da insolvência Tibor Braun, Stuttgart.


Os novos produtos com base em relva e a respetiva produção exclusiva serviram de motivação para explorar todas as possibilidades para o reinício das operações da Scheufelen. A Scheufelen começou, em 2017, a produzir papel com fibra de relva e pasta de papel, uma pequena revolução nos mercados alemães, a fim de tentar obter alguma independência dos mercados globais de pasta. O papel de relva Scheufelen é um papel de fibra fresca, sustentável e rentável, com grandes poupanças nas necessidades de água, produtos químicos e energia na produção de fibras.


Em comparação com papéis reciclados, o papel de relva Scheufelen evita problemas com os padrões de proteção ao consumidor decorrentes da migração de óleo mineral de fibras de papel recicladas. A fibra de relva também reaparece rapidamente - diferente da fibra de madeira - e pode, portanto, compensar quase imediatamente as emissões de CO2 do processo de colheita e produção.

O novo conceito envolve, além do forte foco no papel de relva da Scheufelen, a produção contínua de produtos de papel premium, especialmente o Phoenolux, mas não contará com papéis gráficos standard, a principal razão para a insolvência.

O desenvolvimento dos produtos Scheufelen continuará a ser apoiada pelo Packaging Campus Lenningen em cooperação com a Hochschule der Medien, Stuttgart e outros parceiros. O Packaging Campus agora pode fortalecer as atividades e futuras pesquisas e desenvolvimento nas áreas de eficiência de recursos e fibras alternativas.