Login

Konica Minolta inaugura Innovation Center em Portugal

KonicaMinolta Innovation Center

É nas instalações da Konica Minolta, no Prior Velho, que podemos encontrar o recém-inaugurado Innovation Center. Com o investimento, o objetivo da Konica Minolta é inovar em conjunto com os clientes e os parceiros.

É também dar resposta às necessidades do mercado e ser uma mais-valia nos processos de transformação digital.

A Konica já fez testes alfa e beta na área dos rótulos e etiquetas antes do lançamento oficial da bizhub PRESS C71cf. E esse é um dos exemplos dados por Vasco Falcão, diretor-geral da Konica Minolta em Portugal e Espanha, ao afirmar que “Portugal é um terreno fértil para fazer inovação”.

Vasco Falcão

É esse espírito de procura constante por algo de novo que ajudou a concretizar a inauguração do Innovation Center. “O que nós procuraremos é trazer clientes, trazer tecnologias e co inovar com eles”, explica Vasco Falcão. E adianta: “O objetivo é trazer tecnologia da Konica Minolta, que muitas vezes pertence a diferentes áreas de negócio… pode ser o sensing em conjunto com a área de impressão, pode ser a área de gestão documental em conjunto com a impressão ou com o escritório do futuro. É trazer essas competências, juntá-las, juntar clientes, o nosso R&D e, com base nisso, co inovar”.

Aliás, a inovação está no ADN da companhia, recorda Vasco: “Desde a nossa fundação, a quantidade de momentos que são marcos e que representam inovação na nossa história são inúmeros. Desde a primeira fotografia tirada do espaço à terra, captada por equipamento Konica Minolta a bordo do Friendship 7, navegado pelo astronauta Glen, o momento em que lançámos o primeiro ecógrafo que permite fazer mamografias com tecnologia de contraste, a primeira copiadora…ou seja há um conjunto de momentos em que a Konica Minolta é inovadora no mercado e essa inovação sempre nasceu no Japão" Mas há três anos, a multinacional decidiu exportar essa capacidade para o resto do mundo, abrindo centros em locais como Silicon Valley, Londres ou Singapura, chegando agora a vez de Portugal.

Vasco Falcão está satisfeito com a inauguração e com o papel da Konica Minolta no mundo da tecnologia. “São os nossos clientes que melhor sabem identificar o que pode ser otimizado nos seus negócios, sejam processos de transformação digital, sejam melhorias muito concretas que otimizem os workflows, por exemplo. O Innovation Center da Konica Minolta, contará com a especialização de equipas multidisciplinares locais e internacionais, e irá estar disponível para ajudar a encontrar as respostas para os clientes que nos lancem desafios. Queremos pegar na tecnologia que já existe e torná-la diferente. Pegar na nossa oferta e torná-la ainda melhor.”

Interior do Innovation Center

A abertura do novo espaço, onde os clientes podem fazer testes e procurar soluções que os ajudem a progredir nas mais diversas áreas, está também relacionada com os resultados que a filial portuguesa tem conseguido ao longo do tempo. “Somos os lideres em Produção. Relembro que em 2010 nós não tínhamos nada neste negócio. Lançámos os primeiros produtos e, neste momento – estamos no ano de 2018 – somos líderes, fruto do trabalho das nossas pessoas, fruto da lealdade dos nossos clientes. No negócio Office somos o número 1 em A3 cor. O negócio divide-se em duas áreas – equipamentos de produção a preto e equipamentos a cor – e o equipamento mais vendido em Portugal é a bizhub C227”, comenta Vasco Falcão.

Para breve certamente existirão novidades já que a empresa está a desenvolver um projeto de data analytics, de manutenção preditiva. “Como 77% dos nossos clientes estão ligados a nós, estamos a ler remotamente a informação do que está no mercado e conseguimos extrair dados da nossa atividade de serviço, extrair tendências e fazer uma manutenção preventiva de qualidade”, adianta Vasco Falcão.