Log in

Europac distribui 29,8 milhões de euros pelos acionistas

 
Europac aprova novos dividendos
Europac aprova novos dividendos

Europac aprova novos dividendos
A Assembleia-Geral de Acionistas do Grupo Europac aprovou a distribuição, com data a 17 de julho, de um dividendo complementar de 0,223 euros por ação, a que se soma ao dividendo por conta do exercício de 2016 distribuído no passado 23 de fevereiro de 0,095 euros por título.
 
O Grupo Europac vai repartir entre os seus acionistas um total de 0,318 euros por ação, o que supõe uma rentabilidade por dividendo de 4,3% em relação ao preço de fecho da ação no dia de  27 de junho.
 
No total, o dividendo referente ao exercício de 2016 equivale a 28,9 milhões de euros, uma subida de 78,4% face ao ano anterior. Excecionalmente, nesta ocasião o pay-out atinge os 60% face aos 50% dos últimos três exercícios.
 
A Assembleia-Geral aprovou ainda um aumento do capital liberado através de reservas de livre disposição, mediante a emissão de até 3.894.735 ações com a atribuição gratuita de uma ação nova por cada 25 antigas. Também foi aprovada a amortização de 1.947.368 de ações próprias que representam 2% do capital social da sociedade.
 
Os acionistas da Europac delegaram no Conselho de Administração a possibilidade de decidir a data de entrega do dividendo complementar e executar o aumento do capital liberado e a amortização dos títulos detidos pela empresa no prazo máximo de 12 meses.
 
José Miguel Isidro, presidente do Grupo Europac, sublinha que “a política de retribuição da empresa é o reflexo do nosso compromisso de criação de valor para o acionista. Dada a boa situação financeira da empresa, além da repartição do dividendo e do aumento de capital, este ano considerámos oportuno amortizar ações detidas pela empresa como forma de retribuição complementar, aumentando o valor das participações dos acionistas”.     
 

Aprovação das contas de 2016


A Assembleia-Geral da Europac também aprovou o balanço e contas anuais correspondentes ao ano de 2016. Neste período, com vendas agregadas similares às do exercício anterior, registou- se um aumento do resultado líquido de 51% para os 48,9 milhões de euros. O EBITDA consolidado
 
foi de 126,6 milhões de euros, uma subida de 14% superior aos 111,1 milhões de euros do exercício anterior, enquanto o EBITDA recorrente foi de 122,8 milhões de euros, um crescimento de 5% face há um ano.