Log in

Europac aumenta vendas em 3%

europac viana
europac viana

europac viana
O Conselho de Administração do Grupo Europac (Papeles y Cartones de Europa S.A.) aprovou as contas correspondentes ao terceiro trimestre do ano. As vendas agregadas do Grupo somaram 735 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, o que representa uma subida de 3% face ao mesmo período do ano passado, com o EBITA recorrente a alcançar os 68,03 milhões de euros. Em Portugal, as vendas agregadas nos primeiros nove meses do ano aumentaram 4,1% para os 331,9 milhões de euros, com destaque para a área de gestão de resíduos que cresceu 5,6%, compensando a ligeira descida de 1,7% das vendas agregadas de papel Kraftliner.

As vendas agregadas em Portugal representaram 45% do total registado pelo grupo que tem ainda presença em Espanha e França. Num quadro de aumento ligeiro das vendas, o EBITDA recorrente no terceiro trimestre foi ligeiramente superior ao registado no segundo trimestre e superou em 21% o verificado no primeiro trimestre do ano. Esta evolução positiva deve-se à consolidação da alteração de tendência dos preços do papel kraftliner e à melhoria das margens da Divisão de Cartão.

O EBIT consolidado totalizou 26,86 milhões de euros e o resultado líquido 6,58 milhões de euros. Em termos comparativos, é preciso ter em conta que em 2011 os resultados apresentaram um efeito positivo extraordinário de 15,7 milhões de euros por causa da aquisição dos ativos da Europac Cartonnerie Val de Seine em França.   Enrique Isidro, conselheiro delegado do Grupo Europac, revela que “os resultados do terceiro trimestre do ano estão em linha com os resultados do trimestre anterior, revelando uma melhoria significativa face aos obtidos nos primeiros meses do ano. Por áreas de negócio, destaca-se o crescimento sustentável da atividade nos centros de gestão de resíduos, a melhoria progressiva dos resultados do papel kraftliner e o aumento das margens do cartão com a descida dos preços da matéria-prima”.

Durante o terceiro trimestre do ano, as vendas do papel kraftliner subiram 3%, face ao mesmo período do ano anterior, o que se explica com um crescimento das vendas em todos os seus mercados naturais. A descida do EBITDA, face ao terceiro trimestre do ano passado, deve-se à diferença dos preços de venda e ao aumento dos custos energéticos, contudo há que destacar uma melhoria progressiva do EBITDA durante 2012.

No papel reciclado, o aumento do volume de vendas foi de 15,5% face ao terceiro trimestre do ano anterior. De salientar, o aumento do volume no mercado francês que foi superior a 38%, graças ao aumento da capacidade de produção da fábrica de papel de Roeun, concluído em maio do ano passado e a funcionar em pleno este ano.

Este aumento das vendas, aliado à descida do preço das matérias-primas, não permitiu compensar a descida dos preços de venda que se começaram a registar em Setembro.

Por último, o comportamento do cartão ondulado nos primeiros nove meses do ano foi positivo ao manter o volume de vendas numa conjuntura económica recessiva. Neste período, o EBITDA disparou 121% em relação ao período homólogo de 2011, devido ao aumento do valor acrescentado decorrente da descida do preço das matérias-primas.