Log in

Fotos de Jorge Molder expostas em outdoor

 Jorge Molder - Paradeiro Desconhecido
Jorge Molder - Paradeiro Desconhecido

Jorge Molder - Paradeiro Desconhecido
A revista SÁBADO, no âmbito das iniciativas que visam comemorar os dez anos da publicação, promove, a partir de hoje, uma exposição de rua com trabalhos inéditos do fotógrafo português Jorge Molder. Na Avenida das Forças Armadas, em Lisboa, as cinco fotografias em formato outdoor, sob o tema “Paradeiro Desconhecido”, têm como objectivo retirar a arte dos espaços tradicionais e fechados, mostrando-a a todos os públicos.

A série de peças fotográficas foi desenvolvida propositadamente para a nova ação da SÁBADO, e estará visível num formato de 8 por 3 metros, no topo da antiga Feira Popular.  A apresentação no formato outdoor visa igualmente demonstrar a possibilidade de adaptar os vários suportes de publicidade para demonstrações artísticas, para reabilitar e reavivar os suportes de publicidade em Lisboa. A nova iniciativa da newsmagazine do Grupo Cofina Media estará visível até 6 de outubro.



Fotógrafo português, Jorge Molder nasceu em 1947, em Lisboa. Estudou Filosofia na Universidade de Lisboa e começou a sua carreira como artista na década de 1970. A sua primeira exposição individual realizou-se na Cooperativa Árvore do Porto, em 1978 (Fotografias de Dentro e de Fora, com poemas de Joaquim Manuel Magalhães e João Miguel Fernandes Jorge).

Jorge Molder é reconhecido pelas suas fotografias escuras e enigmáticas que envolvem uma interação muitas vezes desorientadora para o observador. O seu trabalho levanta a questão de quem examina quem, se é o observador que olha o objeto ou vice-versa.

O trabalho de Jorge Molder pode ser encontrado em quase todas as mais importantes coleções portuguesas, como Caixa Geral de Depósitos (Lisboa), Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (Lisboa), e Centro de Arte Moderna José de Azeredo de Perdigão da Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa) assim como em importantes coleções estrangeiras como Art Institute of Chicago, Artothèque de Grenoble (Grenoble), Everson Museum of Art (Syracuse, Nova Iorque), Fonds National d’Art Contemporain (Paris), Maison Européenne de la Photographie (Paris), Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofia (Madrid), Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (Brasil) e Museo Estremeño Iberoamericano de Arte Contemporáneo (Badajoz).