Log in

Fábrica de papel acusada de poluir Ribeira de Ulme diz estar a resolver problema

ribeira ulme poluicao
ribeira ulme poluicao

ribeira ulme poluicao
Os orizicultores da região de Santarém estão preocupados com os elevados níveis de poluição da Ribeira de Ulme, que acreditam ter origem na fábrica de papel Fapulme. A fábrica de papel já fez saber que está a resolver o problema.

A empresa teve um parecer positivo para estar em funcionamento devido à importância para a economia da região, ainda que com a condição de fazer a impermeabilização do logradouro da guarda de madeiras e da entrada em funcionamento da estação de tratamento de água. A Câmara Municipal de Chamusca já fez, no entanto, saber que se as condições não forem cumpridas até ao final do Verão vão ser tomadas providências para encerrar a unidade fabril.


A Ribeira do Ulme nasce em Aranhas de Cima, no concelho de Abrantes. É um afluente do Tejo e desagua em Benfica do Ribatejo, em Almeirim. Desde o afluente até à zona da fábrica, a água encontra-se clara e limpa, mas os locais reportam que daí em diante a água tem mau cheiro e material negro a boiar nas águas. A administração da Fapulme já revelou que está a resolver a questão e está disponível para indemnizar os produtores de arroz que possam ser afectados pela situação temporária.