fbpx
Login
Atualizado a 23 Apr, 2019

Indústria lança diretrizes para demonstrar segurança do papel e cartão no contacto com os alimentos

Industry Guidelines

O setor do papel e cartão redigiu novas diretrizes para demonstrar a segurança dos substratos do papel e cartão.

 


Intitulado “Industry Guideline”, as normas revistas têm como objetivo aumentar a confiança das autoridades públicas, empresas e consumidores na segurança dos materiais de papel e cartão para aplicações de contato com alimentos.

O documento técnico, publicado pela primeira vez em 2010 e atualizado em 2012, descreve como dar resposta aos mais altos padrões de segurança para produtos de papel e cartão usados em aplicações de contato com alimentos.

 

“A principal prioridade dos nossos setores é salvaguardar - em todos os momentos - a segurança tanto do sistema de embalagem quanto dos alimentos que entregamos. Com as Diretrizes de Contato com Alimentos, desejamos fornecer uma ferramenta de conformidade eficaz, de acordo com o Regulamento da UE sobre Materiais de Contato com Alimentos, garantindo uma troca eficiente de informações ao longo da cadeia de fornecimento”, explicou Jori Ringman, Diretor Geral Adjunto da CEPI e especialista em produtos de segurança.

 

As diretrizes levam em conta a crescente necessidade de uma ferramenta de verificação de conformidade que cubra a gestão de riscos, o design de produtos, a seleção de materiais, as boas práticas de produção, bem como a avaliação e controlo de processos.

 

Na ausência de legislação específica da UE que abranja os produtos de papel e cartão no domínio da segurança alimentar, a indústria tomou a iniciativa de colmatar esta lacuna, desenvolvendo a orientação que serve tanto a indústria como os consumidores, também do ponto de vista ambiental.

 

“A falta de uma medida específica da UE para papel e cartão, incluindo tissue, criou uma desvantagem no mercado porque a conformidade com esses materiais é percebida como menos clara do que para plásticos em contato com alimentos. Sempre que a Comissão Europeia decide escolher o papel e o cartão como a próxima prioridade para a regulamentação, as diretrizes podem ser usadas como ponto de partida”, concluiu Angelika Christ, Secretária Geral da FEFCO.

 

De um ponto de vista prático, as orientações ajudam os produtores a cumprir as obrigações decorrentes da legislação da UE e apoiam os fornecedores a desempenhar adequadamente o seu trabalho de conformidade, fornecendo-lhes as informações necessárias.