fbpx
Login

Staples aposta no sustentável

Ler mais...A Staples está a apostar em material de escritório ecológico com a linha Sustainable Earth by Staples. São produtos com processos de fabrico e componentes ecológicos com embalagens produzidas em materiais reciclados. A gama EcoEasy, fornece produtos ecológicos de qualidade, com várias características sustentáveis concebidas para reduzir o impacto ambiental.
Com produtos exclusivos tais como os Dossiers Better, os agrafadores One-Touch e os cadernos personalizáveis Arc, a marca Staples quer posicionar-se como uma empresa que oferece soluções e preços económicos para as necessidades do dia-a-dia. Recorrendo a design inteligente, aa equipa de desenvolvimento de produto já deu origem a quase 300 patentes a nível global.

Guardanapos para os namorados

Ler mais...Para uma celebração divertida do dia de São Valentim, a Renova preparou uma colecção de guardanapos exclusivos. A marca portuguesa lança assim, nos mercados onde opera, seis novas referências de guardanapos, que combinam ilustrações, cores e palavras estimulantes com irreverência e ousadia.
Para uma noite inesquecível, a Renova oferece pistas incluindo uma declaração de amor na língua de Cervantes, o afirmar a inteligência como o maior dos afrodisíacos ou querer activar a química que alimenta uma relação. A colecção de novos produtos Renova Dia dos Namorados já está disponível nos supermercados de todo o país.

Konica Minolta vence prémio ambiental

Ler mais...A Konica Minolta foi distinguida com o “Eco Mark Award 2012” Bronze Prize que premeia os esforços da marca na redução da sua pegada ambiental. O prémio, atribuído pela Japan Environmental Association, foi criado em 2010 e pretende distinguir os produtos “amigos do ambiente”, possibilitando assim, ao consumidor fazer escolhas ambientalmente conscientes, contribuindo para uma sociedade sustentável, composta por empresas que se esforçam por melhorar o seu desempenho ambiental.

A Konica Minolta recebeu este prémio pelas suas iniciativas com vista à redução da sua pegada ambiental através do ciclo de vida dos seus equipamentos multifuncionais (MFP) a cores, nomeadamente a gama bizhub C, que inclui os modelos C754, C654 e C554.  Esta distinção, era um dos objetivos da Konica Minolta desde o momento de idealização da gama bizhub C. As bizhub C754, C654,C554, C454, C364,C284 e C224 foram também já certificadas com o “Green Products Plus”. A Konica Minolta receberá o prémio a 6 de Fevereiro.

Portucel Soporcel divulga resultados

Ler mais...Com um volume de negócios superior a 1,5 mil milhões de euros, o grupo Portucel atinge em 2012 novos máximos de volume de produção e de vendas de papel. O crescimento no volume de negócios do grupo está sustentado no bom desempenho do negócio do papel, assim como na evolução positiva da área de energia. Apesar do difícil enquadramento económico internacional e do elevado nível de desemprego registado ao longo do ano, com consequências negativas em termos de consumo de papel, o grupo conseguiu atingir um novo aumento no volume de vendas, ultrapassando 1,5 milhões de toneladas vendidas. Este crescimento, aliado a um incremento no preço médio de venda, contribuiu favoravelmente para o comportamento positivo do negócio do papel.

No negócio da pasta branqueada de eucalipto (BEKP), o volume de vendas evidencia uma descida de cerca de 11%, que resulta, por um lado, da paragem de manutenção ocorrida no complexo industrial de Setúbal durante o mês de Setembro e, por outro, da menor disponibilidade de pasta para mercado, em resultado do aumento da produção de papel e consequente maior integração de pasta. Em termos de preços, assistiu‐se a uma variação positiva ao longo do ano, com o índice PIX BHKP (em euros) a ganhar 0,6%, uma evolução em linha com a do preço médio do Grupo, e que atenuou o impacto da queda do volume vendido de pasta. Assim o valor das vendas de pasta em 2012 apresenta uma redução de cerca de 10% quando comparado com o ano de 2011.

A área do negócio de energia teve um desempenho positivo ao longo de 2012, tendo o valor das vendas registado um crescimento de cerca de 8%, em resultado do aumento de produção e da evolução do preço de venda, tendo, no entanto, sido negativamente afectado pelo grande agravamento de custos registado nesta rubrica.

Ao longo de 2012, assistiu‐se a uma evolução positiva de alguns custos de produção, nomeadamente ao nível de algumas das matérias‐primas e dos produtos químicos. No entanto, esta evolução não foi suficiente para compensar o acréscimo significativo do custo da electricidade e do gás natural, de cerca de 36 milhões de euros, tendo por isso o grupo registado um agravamento global nos custos totais de produção.

Registou‐se, igualmente, um aumento dos custos de logística, associado a uma maior dispersão dos pontos de venda, ao aumento dos combustíveis, à menor disponibilidade de meios de transporte (devido à alteração verificada entre os fluxos de importação e de exportação) e à evolução cambial desfavorável nesta rubrica. O aumento dos custos das operações logísticas foi muito agravado pelas greves ocorridas na actividade portuária, que afectaram os portos de Lisboa, Setúbal, Figueira da Foz e Aveiro, nos últimos cinco meses do ano. É importante salientar que o grupo Portucel é o maior exportador de carga contentorizada na Península Ibérica, representando cerca de 10% do total da carga contentorizada e convencional exportada pelos portos nacionais.

O  EBITDA consolidado foi de € 385,4 milhões, um valor em linha com o de 2011 e que se traduz numa margem EBITDA / Vendas de 25,7%, inferior em 0,2 pontos percentuais à registada no ano anterior. Os resultados operacionais situaram‐se em € 286,2 milhões, evidenciando um crescimento de 7,5% face a 2011, tendo sido positivamente influenciados pela reversão de provisões de cerca de € 15 milhões, assim como pelo menor valor de amortizações registado este ano, decorrente do ciclo normal de vida dos activos industriais.

Os resultados financeiros foram negativos em € 16,3 milhões, um valor em linha com o registado em 2011. Esta evolução resulta essencialmente da significativa diminuição das taxas de juro das operações activas ocorrida durante o ano, que contrariou em certa medida o efeito da redução da dívida líquida do Grupo, assim como do resultado negativo das operações de cobertura cambial. Assim, o Grupo fechou o ano de 2012 com um resultado líquido consolidado de € 211,2 milhões, o que representa um crescimento de 7,6% em relação ao ano anterior.

PortoCartoon premeia artista português

Ler mais...O português Fernando Camarneiro Costa foi o vencedor do "Prémio do Público" do XIV PortoCartoon-World Festival, organizado pelo Museu Nacional da Imprensa.  O desenho, intitulado “e tudo o rico parou!…”, fazia parte do grupo dos trabalhos finalistas selecionados pelo Júri internacional presidido por George Wolinski. Trata-se de um cartoon que se insere claramente no tema do PortoCartoon de 2012: "Ricos, pobres, indignados”. 
Fernando Camarneiro Costa é arquitecto e tem participado em concursos internacionais de cartoon. A votação decorreu entre final de Junho e 31 de Dezembro e recolheu milhares de votos, através da Internet e dos boletins apresentados no Aeroporto Francisco Sá Carneiro, onde esteve patente uma extensão da mostra original.
Em segundo lugar, o público votou no desenho de Mohsen Zarifian, do Irão. O grande prémio, de Alexandre Gatto (Itália), que deu lugar a uma escultura que integrará o futuro roteiro turístico do humor da cidade do Porto, ficou em terceiro lugar na votação do público. Esta foi a sétima edição do "prémio do público" lançado em 2006 e, tal como as anteriores, implica que o vencedor seja convidado a fazer uma "exposição antológica" da sua obra, no próximo PortoCartoon, em Junho.
Nas edições anteriores ganharam Zygmunt Zaradkiewicz, (Polónia), Guo Zhong (China), Ronaldo (Brasil), Ludo Goderis (Bélgica), António Santos “Santiagu” (Portugal) e Ronaldo Cunha Dias (Brasil). A exposição antológica do artista será aberta no final de Junho, durante o XV PortoCartoon, edição que tem como tema "Liberdade, Igualdade e Fraternidade”

Apigraf reage a declarações de Magno

Ler mais...A apigraf, associação que representa em Portugal as empresas gráficas, de comunicação visual e transformadoras do papel, reagiu às declarações proferidas pelo presidente da ERC, Carlos Magno, à margem da conferência “Motores de busca – o seu a seu dono”, , em que este último afirmou que se corre o risco de não se ter jornais impressos em papel dentro de meses em Portugal devido a problemas sérios no setor gráfico.
A apigraf declarou que o setor gráfico em Portugal é constituído por empresas com recursos humanos, tecnológicos e capacidade de produção ao nível do que melhor existe na Europa. “Naturalmente que o setor que a apigraf representa não é alheio à crise que o país atravessa e que a redução das tiragens e de número de publicações em circulação tem afetado as empresas que representamos”, refere José Augusto Constâncio; “no entanto, apesar de algumas estarem em maiores dificuldades do que outras, existem empresas com capacidade de resposta instalada para imprimirem os jornais e revistas que se editam” e acrescenta: “não entendemos assim o alcance da declaração do senhor Presidente da ERC”.
“Não é pela eventual situação financeira menos saudável que o setor atravessa, à semelhança de muitos outros que constituem a nossa economia, que vão deixar de ser impressos jornais ou revistas”, conclui o presidente da associação.
Recorde-se que este é um setor com um peso significativo na economia nacional, que representa no seu conjunto cerca de 1,8% do PIB, emprega mais de 20.000 trabalhadores e gera anualmente um volume de negócios de 1.248 milhões de euros.

Autoadesivos Adestor com novo mostruário

Ler mais...Adestor, a gama de papéis e filmes autoadesivos do grupo Lecta para etiquetas autoadesivas, tem agora um novo catálogo, cheio de cores, acabamentos e texturas que propõe múltiplas possibilidades de etiquetagem para todo o tipo de aplicações. Desde etiquetas clássicas para produtos alimentares, etiquetas naturais e texturadas com resistência à humidade para vinhos e sobremesas, até etiquetas com tratamentos e adesivos especiais para aplicações mais específicas.  O catálogo em cinco línguas (espanhol, inglês, francês, italiano e alemão) contém informação técnica das lâminas, adesivos e suportes para além de amostras de todas as qualidades e gramagens.

Todos os produtos Adestor são fabricados de acordo com os padrões de qualidade ISO 9001, de gestão ambiental ISO 14001 e EMAS, e de eficiência energética ISO 50001. Possuem ainda a certificação florestal de Cadeia de Custódia PEFC e FSC, quando solicitado.

Conferência gratuita sobre PSO no ISEC

Ler mais...No próximo sábado, dia 26 de Janeiro, vai ter lugar uma conferência acerca de Process Standard Offset UGRA (PSO) no ISEC, Instituto Superior de Educação e Ciências, pelas 11h00. A conferência é de entrada livre, mas tem registo obrigatório. A conferência está a cargo de Diogo Alves de Sousa, responsável pelo Departamento de Cor da TECNIMPRENSA, tem uma ampla experiência na implementação de métodos de controlo da cor. As áreas pertinentes de actuação passam pela concepção gráfica, à impressão digital e offset, impressão de embalagem e cerâmica e até fotografia.
Diogo Alves de Sousa é o representante português no comité TC130 da ISO, grupo responsável pelo desenvolvimento e definição das normas para a indústria gráfica. A obtenção de competências no âmbito do Process Standard Offset (PSO) enquanto Ugra Certified Expert (Nº044) tem vindo a potenciar o desenvolvimento deste método em empresas gráficas nacionais de referência tendo conduzido à Certificação PSO da primeira gráfica da Península Ibérica.

Speed Networking em Janeiro

Ler mais...A Big Eventos, empresa que organiza eventos de Networking empresarial, vai organizar um pequeno-almoço Speed Networking.

Neste evento de negócios, os participantes terão a oportunidade de assistir à Palestra “Copywriting sem Sangue, Suor e Lágrimas”. Esta intervenção estará a cargo de Maria Spínola, especialista na área do Copywriting.

Depois segue-se a dinâmica Speed Networking em que cada participante tem a garantia de contactar com cerca de 15 empresários diferentes, em reuniões individuais com a duração de 5 minutos cada. Esta sequência de reuniões traduz-se numa dinâmica de interacção comprovadamente eficaz que permite eliminar os habituais constrangimentos dos tradicionais eventos de networking. Trata-se de uma excelente oportunidade para os empresários e executivos divulgarem as suas empresas, estabelecerem novos contactos comerciais e potenciarem novas oportunidades de negócio.

Este evento tem data marcada para o dia 25 de Janeiro e vai realizar-se entre as 9h00h e as 11h30 na sede da AERLIS – Associação Empresarial da Região de Lisboa. Para se obterem mais informações ou se efectuarem reservas, deverão os interessados aceder ao site www.speednetworking.com.pt ou ligar o 214456283 / 968269818.

Liscic com imagem renovada

Ler mais...A Liscic, importadora e distribuidora oficial da área de Gestão Documental da Toshiba e de Display Solutions da NEC em Portugal, apresentou o novo logótipo da marca, modernizado.

“Não é uma rutura com o passado, mas a evolução natural da empresa, acompanhando as tendências do mercado. Estando na área das tecnologias da informação, o refresh da marca torna-se ainda mais importante”, afirma Joaquim Barros Guerreiro, CEO do grupo Liscic/Listopsis.

A empresa optou por um tipo de letra mais arredondado, mantendo os elementos gráficos e as cores da antiga identidade visual. O novo logótipo surge agora mais moderno e estilizado, com linhas de um design marcado e atual. Para 2013, as principais orientações da Liscic passam pela consolidação do negócio, mantendo a forte aposta nas novidades e equipamentos dos reconhecidos fornecedores Toshiba e NEC. Recentemente, a empresa voltou a ser premiada com o estatuto PME Líder (2012).