fbpx
Login
Atualizado a 23 May, 2019

DS Smith vende Divisão de Plásticos por €519 milhões

Camiao DS Smith

A DS Smith vai vender a Divisão de Plásticos à Olympus Partners pelo valor comercial de $585 milhões (aproximadamente €519 milhões),o que representa um múltiplo de 9,9x o EBITDA com base nos últimos 12 meses até 31 de outubro de 2018.

A transação está sujeita às condições de fecho habitual, inclusive aprovações regulamentares, com conclusão prevista para o segundo semestre deste ano.

A Divisão de Plásticos compreende as operações de plásticos da DS Smith, que incluem plásticos flexíveis, plásticos rígidos e produtos de “foam”. Os ativos brutos da empresa a 31 de outubro de 2018 foram de £223 milhões (€259 milhões) e a receita antes de impostos para o período de 12 meses até 31 de outubro de 2018 foi de £28 milhões (€32,5 milhões).


A compra da Europac foi concluída a 22 de janeiro de 2019. Miles Roberts, Diretor Executivo do Grupo, disse: “Tenho o prazer de confirmar que chegámos a acordo para a venda da nossa divisão de Plásticos. A transação é apelativa em termos financeiros e estratégicos para a DS Smith, dado que, juntamente com a compra da Europac, reforçamos a nossa posição como líder em embalagens sustentáveis com um foco claro no nosso negócio de fibras. Os meus colegas da divisão de Plásticos trabalharam arduamente para tornar o negócio o sucesso que é hoje, e essa qualidade foi reconhecida pela Olympus Partners.


Estamos satisfeitos com o desempenho do negócio durante o segundo semestre do ano. Embora as condições macroeconómicas permaneçam incertas, estamos confiantes na continuidade da forte procura por embalagens inovadoras, de alta qualidade e sustentáveis e na capacidade de recuperação da nossa base de clientes centrada no mercado de grande consumo. Ao mesmo tempo, a venda anunciada hoje irá fortalecer ainda mais o nosso sólido balanço e a Administração contínua a encarar com confiança as perspetivas para o negócio.”


A DS Smith quer posicionar-se como líder em embalagens sustentáveis e acelera e espera que as entradas de caixa sejam utilizadas para reduzir a utilização de capitais da DS Smith plc, em linha com o objetivo a médio prazo do valor da dívida/EBITDA igual ou inferior a 2,0x. A venda deve resultar numa receita substancial excecional, com EPS marginalmente diluído.


Atualização sobre o negócio


“No período a partir de 1 de novembro de 2018, o negócio continuou sólido, em linha com as nossas expectativas. Continuamos a ver um grande crescimento no volume de caixas de cartão canelado, com um aumento contínuo da quota de mercado impulsionado pela qualidade da nossa oferta para grandes clientes de e-commerce e pela nossa base de clientes no mercado de FMCG. O período de Natal foi particularmente movimentado para os nossos clientes de e-commerce, com a nossa oferta líder neste setor a apoiar os nossos clientes neste período crítico.


O nosso negócio nos EUA continua a ter um bom desempenho, com margens e receitas altas. É esperado que as margens do grupo progridam ainda mais no segundo semestre do nosso ano fiscal e a geração de fluxo de caixa operacional seja superior ao do mesmo período do ano passado”, refere a empresa em comunicado.