Login

L-mount: a nova criação da Leica, Panasonic, e SIGMA

L mount
 
Está a decorrer, em Colónia, a Photokina 2018, onde foi apresentada a nova montagem desenvolvida a partir de uma parceria de três gigantes da fotografia: a Leica Camera, a Panasonic e a SIGMA. O L-mount, dizem as fabricantes, é a nova forma de olhar para o futuro das câmaras de sensor FullFrame.
 
O L-Mount é uma única montagem standard de objetivas que permite a combinação entre diferentes objetivas e câmaras com diferentes formatos de sensores. L é de limitless (ou sem-limites). Com o L-mount já não há a preocupação de saber se a objetiva é para câmara full frame ou APS-C, porque as câmaras vão ser feitas para poderem adotar ambos os tipos de objetivas.
 
Devido ao seu diâmetro de 51.6mm, o L-mount é apropriado para câmaras com sensores de full-frame assim como câmaras com sensor APS-C. Igualmente, as objetivas L-Mount são compatíveis com ambos os tipos de câmaras, o que significa que expande o seu alcance de aplicações.
 
A baioneta de montagem da câmara é feita de aço inoxidável para garantir a resistência ao desgaste. Apresenta quatro guias, o L-mount previne inclinação e garante um acoplamento particularmente apertado e nivelado da câmara e da objetiva, permitindo um resultado otimizado da focagem.
 
A distância muito curta da flange de cerca de 20 milímetros leva a uma distância mínima entre a objetiva e o sensor. Isto elimina a necessidade de designs elaborados de retrofocus, facilitando  uma construção mais compacta da objetiva. Também permite a aplicação direta de adaptadores para lentes com diferentes montagens de baioneta.
 
Os contactos padronizados da objetiva L-mount asseguram uma comunicação suave entre os componentes eletrónicos da câmara e da objetiva - incluindo a transferência de valores de compensação digital, da objetiva para câmara, e também a transferência de atualizações de firmware, da câmara para a objetiva.
 
A Sigma é representada, em Portugal, pela Comercialfoto.